segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Estaleiro Atlântico Sul inscreve para seleção de 1,2 mil trabalhadores

Há vagas para soldadores, montadores, projetistas, engenheiros e supervisores de produção com experiência na área naval ou metal-mecânica


O Estaleiro Atlântico Sul (EAS) está com inscrições abertas para seleção de aproximadamente 1,2 mil profissionais entre soldadores, montadores, engenheiros, projetistas e supervisores de produção. É exigida experiência comprovada em carteira de trabalho para todas as funções. Para concorrer às vagas, os interessados deverão se cadastrar no site do EAS.

Do total de vagas a serem preenchidas, a maior parte é para soldadores (cerca de 570), seguidos de montadores (aproximadamente 520), engenheiros (60), supervisores de produção (20) e projetistas (20). Há vagas para soldadores com experiência em MIG/MAG (solda por arco elétrico com gás de proteção); 6G/Tubulação; eletrodo revestido e TIG (solda por eletrodos não consumíveis de tungstênio).

No caso de montadores, as especialidades a serem contratadas são montador de estrutura ou caldeireiro, montador de tubos ou encanador e montador elétrico.  Os engenheiros devem ter, preferencialmente, formação em Mecânica, Engenharia Naval ou de Produção. Os projetistas, por sua vez, podem ser das áreas de Mecânica, Naval ou de Tubulação. Os supervisores de produção devem ter trabalhado ou estar trabalhando na indústria naval ou metal-mecânica.

Após a triagem dos currículos, os profissionais pré-selecionados serão convidados para a seleção no EAS, localizado no Complexo de Suape. No processo seletivo, eles deverão apresentar, entre outros documentos, o certificado de qualificação para a vaga pleiteada ou o diploma de curso superior (no caso das funções de nível universitário).

A seleção é nacional, mas a maioria dos escritos é de Pernambuco. “Nosso convite é para todos os pernambucanos, de todos os lugares, no Sertão, Agreste... Pernambuco tem sido a maioria que tem se cadastrado no nosso site. Até março, todas as vagas devem estar preenchidas”, afirma o diretor administrativo do Estaleiro, Gerson Beluci.

BENEFÍCIOS
O EAS oferece salário compatível com o mercado, plano de carreira, participação nos resultados, assistência médica e odontológica, transporte e refeitório, entre outros benefícios. Os selecionados que residirem fora de Pernambuco também terão auxílio moradia e ajuda de custo para a mudança.

2 comentários:

  1. amanda maria da silva21 de janeiro de 2011 11:39

    estou pensando em fazer o curso de caldeireiro montador mais tenho medo de nao conseguir trabalho por que sou mulher,sera que eu consigo mesmo sendo mulher.obrigado

    ResponderExcluir
  2. De forma alguma Amanda, se é isso que vç quer vá em frente, o que vale é ser um profissional competente e principalmente gostar do que faz.
    Sou caldeireiro-montador há 12 anos e ainda continuo aprendende dentro de minha profissão.Acho que estou apenas começando; então ; vá em frente , comece já. Um abraço.

    ResponderExcluir