sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Censo Moreno Notícias

O Moreno Notícias com menos de 1 ano tem  crescimento espetacular.Veja abaixo os gráficos:


Postagems mais visualizadas


Postagens
mais ▸
31/07/2010
 - 423 Visualizações de página
06/09/2010, 3 comentários -
 384 Visualizações de página
16/07/2010, 1 comentário
- 309 Visualizações de página
18/07/2010
 - 258 Visualizações de página
22/07/2010
- 184 Visualizações de página
Público


Brasil
- 4.075
Estados Unidos
- 94
Portugal
- 58
Canadá
- 53
Angola
- 21
Japão
-10
Moçambique
- 8
Alemanha-
6
Espanha
- 6
Guiana Francesa
- 4


Fonte: Google estatísticas


Feliz 2011!!!

Em nome de toda a equipe do MORENO NOTÍCIAS eu Erivaldo Jr, venho agradecer a todos os leitores pela parceria em 2010. Foi um ano de muitas realizações, crescemos, aprendemos e e evoluímos.

domingo, 26 de dezembro de 2010

Novos projetos para Pernambuco

Última reunião do Condic do ano aprova 53 solicitações de ampliação e instalação em 19 municípios
 
 
Aúltima reunião do Conselho Estadual de Política Industrial do Estado de Pernambuco (Condic), realizada na AD-Diper, ontem, aprovou incentivos fiscais para mais 53 projetos com intenção de ampliar e se instalar em Pernambuco. Os empreendimentos serão instalados em 19 municípios de diferentes regiões do estado, com atuação em setores que variam de produtos químicos e metal-mecânica, à agroindústria e à indústria de papel. Estão incluídos indústrias, centros de distribuição e empresas de importação.

Durante o ano de 2010, o Programa de Desenvolvimento de Pernambuco (Prodepe) aprovou incentivos a 167 projetos, que totalizam recursos de R$ 1,8 bilhão. Entre os empreendimentos novos que serão implantados, destaque para a implantação da Votorantim Cimentos, em Paulista, com investimento total de R$ 68,4 milhões e geração de 81 empregos diretos; e a Hallertau Indústria de Bebidas, em Goiana, com recursos orçados em R$ 60 milhões e geração de 361 empregos diretos.Desde 2007, foram aprovados incentivos fiscais para 523 empreendimentos, que somados resultam no investimento de R$ 6,4 bilhões. Segundo avaliação AD-Diper, apenas as empresas que receberam incentivos fiscais geraram 38 mil empregos diretos. Somados aos empregos gerados pelo Complexo Industrial e Portuário de Suape, o total chega a 50 mil empregos diretos no estado, entre os anos de 2007 e 2010. Se for considerada a estimativa de três vagas indiretas para cada emprego direto, o total é de 150 mil novos postos de trabalho.

Em relação aos programas de incentivo para atrair empresas de outros setores, o resultado é de mais 175 empresas na indústria naval e de mecânica pesada associada (Prodinpe - 37); portuárias (85); automotiva (Prodeauto - 15); refinaria (36); e couro e calçados (02).

´A participação dos empreendimentos realizados no interior do estado, no âmbito do Prodepe, em 2010, representam 52,9% do total e 51% dos empregos gerados em Pernambuco. É uma prova de que as mudanças na legislação fiscal e tributária favoreceram a implantação de novas indústrias no interior`, detalhou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Bezerra Coelho.

Ele aproveitou para se despedir do cargo, pois assumirá o Ministério da Integração Nacional no governo da presidenta Dilma Roussef. O futuro ministro comemorou o aumento dos empréstimos através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), do Banco do Nordeste (BNB), que segundo Bezerra Coelho deve ultrapassar a casa dos R$ 2 bilhões em investimentos em 2010

Fonte: Diario de Pernambuco

Fiat, seja bem-vinda

Pernambuco já contabiliza os ganhos por conta da construção da fábrica da Fiat no Complexo Portuário e Industrial de Suape. Depois de ver o estado ganhar um polo naval, de petróleo e petroquímico, agora o estado conquista um empreendimento que irá transformá-lo em um polo automotivo. Na construção da unidade fabril, serão investidos R$ 3 bilhões. Números que não param por aí. A fábrica vai atrair toda cadeia produtiva do setor para Pernambuco. A princípio, já são esperadas 50 indústrias sistemistas para o entorno. O resultado? Estima-se que os investimentos cheguem a dobrar.


Adicionar legenda
 Ipojuca, onde fica localizado o Complexo Portuário e Industrial de Suape, tem participação de 8,9% no PIB de Pernambuco. Fica atrás somente do Recife (31%) e de Jaboatão dos Guararapes (9,1%), dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referentes a 2008. Mas são tantos os investimentos na área que a expectativa é que, nos próximos anos, Suape passe a ocupar a segunda colocação no PIB estadual.

Mais do que números,cifras e investimentos, o pernambucano vai sentir de perto os benefícios da vinda da Fiat. Só na fábrica, serão gerados 3,5 mil empregos, isso sem contar as vagas que serão criadas através das sistemistas. Se tem emprego, tem renda. A economia de Pernambuco vai girar ainda mais. Hoje já cresce acima da média brasileira. O futuro é mais promissor. Portanto, seja bem-vinda, Fiat

Violência cai em Pernambuco

RECIFE - Após anos amargando algumas das piores estatísticas de violência do país - Recife chegou a atingir 72 assassinatos por cem mil habitantes -, Pernambuco começa a comemorar a redução do problema. Dados da Secretaria de Defesa Social mostram que, de dezembro de 2006 a novembro de 2010, a quantidade de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) caiu 26,37% no estado. Na capital e Região Metropolitana, com 14 municípios, as reduções eram ainda mais significativas: 39,22% e 32,66%, respectivamente.
O governo Eduardo Campos (PSB) estima que cerca de mil vidas tenham sido preservadas. A redução é atribuída ao chamado Pacto pela Vida, programa oficial do governo de combate à violência. Ele começou a ser implantado no início do governo e se consolidou com o Plano Estadual de Segurança Pública, com seis linhas: repressão qualificada, prevenção social de crime e violência, informação e gestão do conhecimento, formação e capacitação, aperfeiçoamento institucional e controle social.
O objetivo do pacto é reduzir o índice de homicídios em 12%/ano, percentual suplantado em novembro de 2010, quando a redução atingiu 13,42% em relação ao mesmo período de 2009. Em 2006, pesquisa da Universidade Federal de Pernambuco apontou que só dois terços dos assassinatos em Recife eram investigados e que, desses, só 33,68% chegaram ao Ministério Público um ano após ocorridos. Ao fim desse período, menos de 1% tinha ido a julgamento.
- A projeção do passivo de inquéritos indicava que, ao fim uma década, teríamos 7 mil crimes sem investigação só no Recife - lembra José Luiz Ratton, um dos autores do estudo, coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Criminalidade, Violência e Políticas de Segurança da UFPE e um dos idealizadores do Pacto pela Vida.
A situação de impunidade agora começa a se reverter:
- Em 2006, de mil homicídios em Recife, só 70 foram para a central de inquéritos do MP de Pernambuco. Em 2009, tivemos 780 homicídios na capital, mas 1,2 mil foram enviados ao MP-PE com indicação de autoria. Ou seja, cumprimos o que tinha de ser cumprido e ainda investigamos o passivo - diz Ratton.
O MP teve de aumentar de seis para 18 o número de promotores na Central de Inquéritos, e o Tribunal de Justiça foi obriga$a ampliar as varas criminais. Hoje a criminalidade é monitorada semanalmente; as duas polícias (Militar e Civil) trabalham em integração com todas as secretarias, o MP e o Judiciário.
No Pacto pela Vida, as polícias Militar e Civil ganharam reforço de mais de oito mil homens. Várias áreas do Recife vêm sendo monitoradas por câmeras de segurança. Todas as iniciativas do pacto são semanalmente analisadas e, a cada dois meses, técnicos discutem os resultados com as comunidades.
Foram presas mais de 400 pessoas de grupos de extermínio. Este ano, foram capturados ou recapturados, sob mandado, 4.371 criminosos, enquanto 2.480 inquéritos de CVLI haviam sido concluídos com autoria até novembro. Foram apreendidas, também, 4.858 armas de fogo de janeiro a novembro.
O futuro ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, já pediu ao governador Eduardo Campos que envie uma equipe a Brasília para explicar o pacto. Dois governadores eleitos, Renato Casagrande (ES) e Ricardo Coutinho (PB), ambos do PSB, também já mostraram interesse.
Tido antes como um dos bairros mais violentos da capital, Santo Amaro está entre os bons resultados do programa. Saint Claer C. Angeiras, de 26 anos, define-se como exemplo da mudança no bairro. Ex-viciado em drogas, já traficou e assaltou. Perdeu 15 amigos assassinados:
- Já tinha pouca coisa na vida e fiquei sem nada. Mas fui encaminhado a um centro de recuperação e fiz cursos por meio do pacto - diz Saint Claer, hoje com dois empregos.

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Notícias da Horas

Dever de casa
E quando ninguém mais acreditava na promessa de que a depauperada sinalização de trânsito do Recife fosse ganhar um reforço, eis que a CTTU anuncia socorro nesse terreno, a curto prazo, quase emitindo um ´ho-ho-ho!` antes de dar a notícia. Se houver sobrado alguma confiança na companhia, motoristas podem ir contando com a possibilidade de, até o fim de janeiro, encontrar nas avenidas Norte, Caxangá, Recife e Mascarenhas de Moraes cerca de mil novas placas. Tão importante quanto elas, a pintura do meio-fio também está na lista da CTTU, mas deveria ser precedida por uma revista completa no quadro atual, dado que condomínios e comerciantes vivem tascando nas ditas cujas (por conta própria) branco ou amarelo, de acordo com o interesse. Um desses exemplos pode ser facilmente encontrado nas imediações de academias de ginástica de Setúbal, de restaurantes e de locais muito movimentados da Zona Sul. Quando preferem infringir sem ir tão direto ao assunto, então os donos das ruas partem para o recurso dos cavaletes, antipatizados por mil entre mil pessoas que não são diretamente beneficiadas pela colocação deles. E para provar que a nova gestão não está fadada a apenas compor, falta a promessa de proibir carros estacionados dos dois lados em ruas de mão dupla, além de um olhar especial para a indigência em que se encontram as faixas de pedestres. Numa cidade para cidadãos, o respeito pelos caminhantes pode ser medido pelo número e nitidez delas, o que não é nada extraordinário, só dever de casa.

A primeira

Para terminar o ano fazendo brinde, o Oswaldo Cruz acaba de receber a notícia de que a sua residência em geriatria foi aprovada pelo Conselho Nacional de Residência Médica, em Brasília. É a primeira em um hospital público universitário do Norte/NE e, como diriam os cariocas, ´demorou`: Pernambuco só tem 14 geriatras em ação.

Pobrezinha

Antes de se despedir dos temas polêmicos, neste ano, o presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos da OAB, Jayme Asfora, lembra que o estado está fazendo vistas grossas para o princípio constitucional que garante amplo acesso à Justiça. Como? Deixando a desejar a estrutura da Defensoria Pública de Pernambuco.

Doce lar

Começou pela Charnequinha (Cabo), ontem, a entrega de mais 220 casas a moradores inscritos no Programa Minha casa minha vida, do governo federal. O bairro recebeu as primeiras 40 unidades do total e Moreno, às 16h, mais 182 imóveis, em solenidade prestigiada pela Cehab.

Para tranquilizar

A área de comunicação do Bradesco, em São Paulo, informa à coluna que servidores do estado podem ficar tranquilos, pois a instituição está estruturando o atendimento e vai divulgar, ´em tempo suficiente`, os encaminhamentos para abertura das contas. É, depois que o governo mudou de banco, a categoria mudou de humor.

Mais cultura

Geralmente com uma oferta pobre de livros (ou nenhuma), escolas públicas municipais e pontos de leitura vão receber, a partir de fevereiro, assinatura de 12 das melhores revistas brasileiras, entre elas Piauí, Caros Amigos e Rolling Stone. Projeto do Minc com investimento de R$ 5,2 milhões.

Quando se olha para uma criança, o que se vê é paz, alegria. Isso significa que precisamos nos abraçar, voltar a ter um coração de menino" Geraldo Alain, ministro da Ordem Terceira de São Francisco

Faz vergonha

É absolutamente desrespeitosa, escandalosa e vergonhosa a forma com que deputados reajustam os próprios salários. Não há discussão da matéria, que é aprovada em tempo recorde - ontem, em menos de cinco minutos - e numa época onde se presta menos atenção a desmandos. Os próximos receberão R$ 20.042,35, aumento de mais de 60%.

Incêndio em prédio da Oi prejudica serviços em Pernambuco e mais 5 estados

Um incêndio ocorrido nesta terça-feira, 21, no prédio central da Oi, em Salvador, afetou os serviços oferecidos pela operadora nos estados da Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Sergipe e Alagoas. A pane deixou milhares de usuários sem telefonia móvel e fixa e também sem o serviço de internet.
O incêndio, que em poucos minutos tomou proporções gigantescas, não deixou feridos, no entanto, três bombeiros que trabalhavam para conter o fogo passaram mal por terem inalado fumaça. As causa do incêndio ainda não foram divulgadas.
Com o incidente, serviços essenciais ficaram debilitados e deixaram de funcionar, como no caso o 190, número de emergência da Polícia Militar. Outra área bastante prejudicada foi o setor comercial, com grande parte das lojas e shoppings da Bahia e de Sergipe prejudicadas por não ter como receber cartões de débito e crédito, operação que depende da telefonia.
Em Alagoas, várias cidades ficaram com o serviço indisponível. Em alguma delas quando o usuário fazia uma ligação, caía em outro número e em outras o que se ouvia era o “tu-tu-tu-tu” do ocupado.
A assessoria de comunicação da Oi emitiu uma nota em que se desculpava pelo incidente e confirmava a pane. De acordo com a nota, os clientes afetados no estado de Sergipe foram aqueles do serviço de telefonia fixa. Já os usuários alagoanos foram afetados tanto na área da telefonia fixa quanto na área de telefonia móvel. Os estados de Pernambuco, Piauí e Maranhão foram afetados apenas no serviço móvel.
A empresa informou ainda que esses problemas foram causados porque devido ao incêndio, uma medida de preucação necessária e urgente adotada foi o desligamento de todos os equipamentos da central para que os reparos fossem realizados.
Confira a nota:
A Oi informa que um incêndio ocorrido na manhã desta terça-feira (21/12) numa central telefônica localizada no bairro de Itaigara, em Salvador (BA), afetou os serviços de telefonia fixa, móvel e transmissão de dados de clientes em parte do estado. A central conecta ainda o serviço de telefonia móvel de Sergipe, que também foi afetado.
O incidente gerou dificuldades no completamento de chamadas para clientes de telefonia fixa em regiões de Alagoas e Sergipe, e de telefonia móvel em regiões de Pernambuco, Alagoas, Piauí e Maranhão.
A empresa enviou prontamente suas equipes de atendimento emergencial ao local, e, no momento, todos os equipamentos estão desligados por medida de segurança. Os procedimentos de reparo e recuperação dos equipamentos serão iniciados tão logo os bombeiros e a perícia técnica liberem a estação.
A companhia ainda avalia a extensão da base de clientes afetada pelo incêndio.
No momento, técnicos da empresa trabalham para encontrar alternativas que minimizem o impacto dos danos à central da Oi. Assim que os técnicos da Oi tiverem acesso à central será possível estipular uma previsão para o restabelecimento dos serviços, que ocorrerá de forma gradual, com prioridade para os serviços de emergência.
A empresa acrescenta que não houve vítimas no incêndioUm incêndio ocorrido nesta terça-feira, 21, no prédio central da Oi, em Salvador, afetou os serviços oferecidos pela operadora nos estados da Bahia, Pernambuco, Piauí, Maranhão, Sergipe e Alagoas. A pane deixou milhares de usuários sem telefonia móvel e fixa e também sem o serviço de internet.
O incêndio, que em poucos minutos tomou proporções gigantescas, não deixou feridos, no entanto, três bombeiros que trabalhavam para conter o fogo passaram mal por terem inalado fumaça. As causa do incêndio ainda não foram divulgadas.
Com o incidente, serviços essenciais ficaram debilitados e deixaram de funcionar, como no caso o 190, número de emergência da Polícia Militar. Outra área bastante prejudicada foi o setor comercial, com grande parte das lojas e shoppings da Bahia e de Sergipe prejudicadas por não ter como receber cartões de débito e crédito, operação que depende da telefonia.
Em Alagoas, várias cidades ficaram com o serviço indisponível. Em alguma delas quando o usuário fazia uma ligação, caía em outro número e em outras o que se ouvia era o “tu-tu-tu-tu” do ocupado.
A assessoria de comunicação da Oi emitiu uma nota em que se desculpava pelo incidente e confirmava a pane. De acordo com a nota, os clientes afetados no estado de Sergipe foram aqueles do serviço de telefonia fixa. Já os usuários alagoanos foram afetados tanto na área da telefonia fixa quanto na área de telefonia móvel. Os estados de Pernambuco, Piauí e Maranhão foram afetados apenas no serviço móvel.
A empresa informou ainda que esses problemas foram causados porque devido ao incêndio, uma medida de preucação necessária e urgente adotada foi o desligamento de todos os equipamentos da central para que os reparos fossem realizados.
Confira a nota:
A Oi informa que um incêndio ocorrido na manhã desta terça-feira (21/12) numa central telefônica localizada no bairro de Itaigara, em Salvador (BA), afetou os serviços de telefonia fixa, móvel e transmissão de dados de clientes em parte do estado. A central conecta ainda o serviço de telefonia móvel de Sergipe, que também foi afetado.
O incidente gerou dificuldades no completamento de chamadas para clientes de telefonia fixa em regiões de Alagoas e Sergipe, e de telefonia móvel em regiões de Pernambuco, Alagoas, Piauí e Maranhão.
A empresa enviou prontamente suas equipes de atendimento emergencial ao local, e, no momento, todos os equipamentos estão desligados por medida de segurança. Os procedimentos de reparo e recuperação dos equipamentos serão iniciados tão logo os bombeiros e a perícia técnica liberem a estação.
A companhia ainda avalia a extensão da base de clientes afetada pelo incêndio.
No momento, técnicos da empresa trabalham para encontrar alternativas que minimizem o impacto dos danos à central da Oi. Assim que os técnicos da Oi tiverem acesso à central será possível estipular uma previsão para o restabelecimento dos serviços, que ocorrerá de forma gradual, com prioridade para os serviços de emergência.
A empresa acrescenta que não houve vítimas no incêndio.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Eduardo Campos ´Vamos consolidar o crescimento`

Entrevista

A consolidação do processo de reindustrialização de Pernambuco será o foco do segundo governo de Eduardo Campos (PSB), que está encerrando o seu primeiro mandato com uma avalanche de anúncios de novos empreendimentos no estado. O governador acredita que, com o impulso da industrialização, o Produto Interno Bruto (PIB) de Pernambuco vai dobrar em 10 anos. Os êxitos do governo Eduardo não se limitam apenas ao aspecto econômico. A implantação do modelo de gestão, que possibilitou avanços em todas as áreas da administração, representa uma inovação no serviço público e um fator que comemora. Essa é de fato uma conquista em quatro anos. Ao assumir o governo em 2006, Eduardo afirmou que gostaria de ser reconhecido no país por ter implantado uma nova forma de governar em que os fundamentos básicos fossem a eficiência e a meritocracia.


Foto: Helder Tavares/DP/D.A Press
Em entrevista ao Diario, o governador Eduardo Campos reafirmou sua confiança na futura presidente Dilma Rousseff (PT) e disse que dela só espera que cumpra a promessa de tratar Pernambuco da mesma maneira que o presidente Lula (PT) tratou. Reeleito com 82,84% dos votos, Eduardo garantiu que irá cumprir o mandato até o último dia: ´O resultado das urnas é a expressão de muito carinho, muito respeito, muita crença. Peço a Deus força para, junto com minha equipe, construir esse 'daqui pra melhor', que nós já estamos mostrando`.

A profissionalização da gestão reduz bastante a influência política. O senhor sente dificuldade nisso?Não. Na verdade, o nosso objetivo é ampliar a participação. Todo modelo está calculado em buscar as demandas inicialmente legítimas, seja através da representação parlamentar, dos prefeitos, das associações, dos sindicatos, das cooperativas. Ou seja, nós ampliamos o modelo Todos por Pernambuco, o acesso da população à definição da prioridade. E, a partir daí, cuidamos de colocar em funcionamento uma inovação na gestão que garanta que essa demanda legítima, que a política, o movimento social, a Assembleia nos traz, seja executada. E para ser executada, é preciso ter ferramenta na gestão, tem que cortar despesa ruim, ter prazo, botar meta e gestores que vão dar conta. Tem que profissionalizar e qualificar o servidor público, investir na meritocracia, porque senão você recebe a demanda e não consegue entregar o resultado.

Mas ela não pode chegar de maneira extemporânea? O governo não pode definir prioridade acada três meses ou a cada audiência. Aí ele não tem foco. Não terá planejamento, não terá um método de trabalho e não conseguirá entregar, porque se definir uma prioridade e três meses depois mudar, terá que abandonar o projeto que estava fazendo para começar outro. Uma coisa que meu avô (o ex-governador Miguel Arraes) dizia e eu repito isso sempre: na vida, como é natural, as pessoas querem ser alguma coisa. Mas na política nem sempre elas dizem o que querem ser e por quê querem ser. É fundamental que essas duas respostas sejam dadas. E eu procurei, como candidato em 2006 estudar, andar mais o estado, que eu já conhecia muito, ouvir muitas pessoas, discutir o lastro de um programa de governo. Ler o que estava acontecendo no Brasil e no mundo. Vinha de uma pasta (Ministério da Ciência e Tecnologia) que dialoga muito com o futuro, com cenários. Enxergava ali, claramente, que havia possibilidades muito expressivas para Pernambuco. Para você buscar ser, mas sabendo porquê e para quê. Isso me ajudou muito a pegaresse programa de governo e identificar nesse debate pessoas que vieram traduzir na gestão o que se pode fazer. E a forma como eu fui eleito. A maneira como se deu a eleição em 2006, me deu também a compreensão, e com o apoio da base aliada que eu tive, para fazer as mudanças culturais que têm que ser feitas para implantar um modelo desse. Isso é uma mudança cultural.

Esse modelo que vocês estão implantando, profissionalizando a gestão, significa evitar retrocessos nas próximas administrações?Hoje, um diretor de gestão, escolhido pelo comitê de busca, dificilmente vai voltar atrás. Você tem meta a ser cumprida na escola, na segurança pública. Quando começa a acompanhar a produtividade na área da saúde. Quando tem indicadores para cada objetivo estratégico, quando chama o servidor público por concurso, gestores que passam no concurso duríssimo, que vão ter sua remuneração com uma parte fixa e uma variável em função das metas da área onde vão atuar. Então, estamos fazendo uma mudança que não é mais uma mudançade governo. É uma mudança que vai ficar para o aparelho de estado, para que a gente possa avançar na qualidade do serviço público a ser prestado ao povo. Povo que paga muito tributo e que quer um serviço público que não olhe só dentro, mas que olhe para fora, para quem está precisando dele.

O senhor vai ter condições de repetir essa performance nos próximos quatro anos? Por que todo mundo está falando que o próximo ano vai ser mais difícil...Esse é meu desafio. E vou fazer. Tenho confiança que vou fazer porque a economia de Pernambuco vai estar melhor. Nós estamos mais experientes. A máquina também está mais preparada. Fizemos vários concursos. Pessoas entraram no estado. A gente tem um bom momento da economia. É claro, e todos sabem, a própria presidente (Dilma Rousseff) já falou, o ministro Guido (Mantega, da Fazenda) já falou, a ministra Miriam Belchior (futura ministra do Planejamento) já falou, o ano de 2011 vai ser um ano em que o governo federal vai apertar muito a liberação de recursos.

Vamos ter um crescimento econômico menor de que no ano de 2010, do ponto de vista nacional. Mas nós estamos animados com o resultado do ano de 2011.

O senhor reconhece que existe uma dependência (do governo do estado) em relação ao governo federal, mas acha que essa dependência dá para diminuir cada vez mais?Acho que a tendência, com todo esse desenvolvimento econômico que chega nos próximos dez anos, é de que o PIB de Pernambuco vai dobrar. Em poucos lugares no mundo se tem a possibilidade de ver dobrar a produção econômica, mudar a matriz econômica da forma como nós estamos vendo a nossa mudar. Você imagine que nós estamos vivendo um processo de reindustrialização em Pernambuco. A expressão que a indústria tinha no PIB em Pernambuco foi encolhendo ao longo dos últimos 30 anos e agora ela vai crescendo em setores que apontam para o futuro e em setores que têm impacto no resgate de outros. Entendo que todo esse processo vai deixar o estado com mais condições, com dinheiro azul e branco, de garantir o seu desenvolvimento. Mas sempre é importante, no pacto federativo, usar a força política que tem para ir buscar os recursos em Brasília, o que Brasília deve a cada estado. Nós fizemos isso durante os últimos quatros anos do governo Lula e vocês viram os números do nosso PIB. A gente teve com o presidente uma parceria muito importante, muito saudável. Não ficamos só com a relação política, de companheiros e de amigos. Nós colocamos nessa relação o interesse de Pernambuco, da virada e, graças a Deus e ao trabalho, chegou o tempo de Pernambuco.

O senhor acha que vai ter essa mesma parceria com o governo Dilma?Acho que sim. Mas primeiro tem que ter projeto. O que traz dinheiro é ter projeto, ter projeto bom, equipe que produza. Por exemplo, o nosso PAC I cresceu porque a gente tinha projeto da duplicação das BRs-408 e 104. Segundo, nós temos o compromisso da presidente Dilma. Fiz só um pedido a ela, na frente de Lula, na frente de todo mundo, das televisões, dos jornais, na frente do povo. Pedi que ela tratasse Pernambuco da mesma forma que Lula tratou e ela disse que ia tratar. Disse que aceitava o desafio, que ia assumir o compromisso. Então, não tenho porque duvidar do compromisso assumido por ela. Acho que o combinado não é caro. Nós queremos seguir com essa parceria, que é boa para o Brasil e que tem sido boa também para o nosso estado.

O senhor reconhece algum problema político partidário que possa impedir ou prejudicar isso?O nosso intuito na relação com o futuro governo federal é o mesmo que o atual. Queremos ajudar o Brasil. Ajudar a dar certo, a fazer as coisas para o Brasil melhorar. Ela sabe da qualidade da relação que nós temos.

O senhor acha que ela (Dilma Rousseff) mudou?Acho que ela está mais tranquila do que durante a campanha. A campanha foi uma coisa muito nova para ela. Ela nunca tinha feito uma campanha assim. A campanha também ganhou um tom que ninguém queria que tomasse e hoje eu tenho dito isso e digo com muita convicção que tenho preferido a presidente eleita do que a candidata. Ela está muito mais solta no falar, mais segura. Ela conhece a máquina, os meandros da burocracia. Sabe que o desafio dela é muito grande. Sabe que não pode errar, tem que acertar. E acho que o sentimento do brasileiro é de torcer para dar certo.

A princípio todo mundo torce por isso...Eu digo isso porque houve uma pressão da oposição no primeiro turno. A eleição foi para o segundo. A oposição elegeu um número expressivo de governos, estados que formam quase a metade da população. Mesmo assim, mesmo tendo havido essa campanha tão sangrenta que a gente viu, em determinados momentos tão desqualificada de conteúdo, a gente percebe que, do ponto de vista da sociedade, os palanques estão desarmados. Agora resta aos políticos seguirem por outras saídas.

O PSDB já desarmou os palanques. Os governadores do partido anunciaram que não vão fazer oposição ao governo Dilma. O que o senhor acha disso?Foi um sinal muito importante para o Brasil, para Dilma e para os governadores também. Tem muitos setores da oposição que estão fazendo isso por acreditar.

E por precisar também...Uma parte por acreditar, outra por precisar, outra por acreditar e precisar. E uma parte menor ainda só por precisar (risos).

O senhor acha que Aécio Neves (ex-governador de Minas Gerais e senador eleito) pode ser um bom parceiro para conseguir essa união?Acho que Aécio vai ter uma expressão muito importante no Senado. Ele vem com um acúmulo, uma experiência de governo com êxito, conhece a política nacional, sabe do papel que vai ter na oposição. Acho que ele vai atuar como conciliador, como uma pessoa que tem diálogo com muitas pessoas na base do governo, como tem comigo, com Marcelo Déda (governador de Sergipe), com Jaques Wagner (governador da Bahia), com a própria Dilma. Acho que, sem perder a identidade de oposição e fazendo oposição, ele pode ajudar. Tendo um comportamento de não fazer oposição ao Brasil. Em assuntos de estado, está conosco, como o PSDB teve no primeiro governo Lula. Lula só votou as reformas no primeiro ano de governo porque teve o apoio do PSDB, e eu fui um dos que foi lá buscar apoio do então PFL.

Será difícil para Dilma suceder Lula?Acho que a tarefa de substituir Lula, com esse grau de aprovação que tem o presidente, é uma tarefa dura para qualquer brasileiro ou brasileira. Ela tem consciência disso. Ela não é igual ao Lula nem vai procurar fazer igual. Ela vai preservar os valores do governo Lula. Dilma tem que emprestar à Presidência da República o potencial que ela tem. E qual é o potencial? O potencial de gestão, de fazer acontecer, de poder dar celeridade a determinados projetos. É isso que ela tem que fazer. Nem durante a campanha ela procurou ser igual a Lula.

O senhor acha que ela vai ter dificuldade em função de ser de um PT ´diferente` do PT de Lula?O que eu tenho ouvido do presidente Lula é que ele vai estar sempre à disposição para ajudá-la ao máximo. E a forma de ajudar é deixar ela formar a equipe, passar quatro meses em mergulho...

Mas não é no sentido de montar a equipe, mas exatamente no Congresso como um todo.Boa parte da bancada do PT, dessa parte do PT mais próxima de Dilma, é um pouquinho diferente da bancada que Lula tinha à disposição.

Acho que o PT tem todo interesse de ajudar a Dilma. O PT não pode criar problema. O PT, o PSB, e outros partidos têm que ajudá-la a resolver problemas porque, afinal de contas, todos nós somos avalistas da Dilma. O presidente Lula é o principal avalista, mas nós somos avalistas também.

Na campanha de 2006, o senhor pontuou tudo o que ia fazer no governo. E agora, o que senhor vai fazer?Na verdade, o estado chegou a um patamar, a um momento da economia que não podemos resumir o governo a fazer uma estrada nem a que vai fazer três hospitais, ou que vai fazer a energia baixar. Nós temos que cuidar do grande desafio do governo. E qual é o grande desafio? É melhorar a qualidade de vida de nosso povo, que é um valor abstrato. Nós vamos, na verdade, ver a reindustrialização de Pernambuco,

vamos ver o estado do fazer ser consolidado, com um método de gestão extremamente moderno. Vamos ver o crescimento da estrutura educacional, levando a 160 escolas em tempo integral, 104 no regime semi-integral, 60 escolas técnicas ao todo funcionando, cada microrregião do estado com universidade, seja do estado ou federal, ancorando o desenvolvimento e a formação de pessoas. Estamos vendo obras de infraestrutura, sonhadas há muitas décadas, rodando neste horizonte. A Transnordestina, o próprio Porto de Suape se consolidando como o mais importante porto público do Brasil entre os três da estratégia de desenvolvimento nacional. Vamos ver a maior obra de recursos hídricos sendo concluída, chegando na casa das pessoas, que é Pirapama, e outras sendo entregues em várias áreas, como a adutora do Agreste. Vamos ver uma refinaria, mais um estaleiro, ver uma Fiat rodar, o desemprego se reduzir à metade do que é, como estamos vendo os indicadores de segurança pública chegarem acima da meta nacional.

E qual será a cara do próximo governo?A cara do próximo governo é embalar esse Pernambuco. É consolidar essenovo Pernambuco. Dobrar o PIB em dez anos. É um governo num momento muito próprio da economia. Posso dizer aqui dez obras que vão confluir e concluir de uma vez só. Não é brincadeira. Sair de uma geração de 30 mil empregos/ano para 107 mil empregos/ano. Você ter cinco escolas técnicas funcionando e passar para 60 funcionando. Ter faculdade de Medicina em Garanhuns, Serra Talhada e arrumar dinheiro para tudo isso. Você está construindo o quê? Qual o resultado disso? É qualidade de vida. Podemos constatar o ânimo das pessoas na rua. As pessoas acreditam mais no futuro de Pernambuco do que no futuro do Brasil. Nós enterramos a tese da corda de caranguejo. Essa é uma das alegrias que eu tenho. Nós enterramos essa tese da corda de caranguejo um puxando outro para baixo. Nós estamos vivendo um tempo diferente. A nossa alegria é ver Pernambuco ter direito a futuro, de sonhar, de ver seus sonhos saírem do papel e entrarem na vida das pessoas. Isso é o que as pessoas falam nas ruas, na fila do banco, na missa. Ninguémnunca viu Pernambuco tão animado.

Vai lançar mão de parcerias privadas para fazer concessões?Não tem nenhuma prevista porque não se sustenta. A concessão ela só se sustenta onde tem aquele volume de interesse. Tem que ser com os recursos do estado como nós estamos fazendo. Ali (em Suape) não porque a infraestrutura que existe está utilizada por caminhões que passam constantemente, gerando desgaste nas estradas que temos que cuidar. Essas pessoas têm como pagar a Suape. O que a gente quer é que, quem circular por dentro de Suape, levando e trazendo riquezas e que estão ganhando dinheiro com aquele operação deixe algum dinheiro para manutenção das vias e dos investimentos.

O que acha que nesses quatro anos de mandato não conseguiu cumprir ou não cumpriu como gostaria? A gente sempre queria fazer mais. Eu tenho consciência, as urnas falaram isso. O povo sabe que a gente fez muito. Sinceramente fizemos muito. Fizemos com gosto de fazer. Fizemos com empenho, com humildade, com disciplina. Fiz com muita energia nesses quatro anos. E quero fazer mais nos próximos quatro anos. Estou preparado para fazer até o último dia do meu mandato. Cumprirei o meu mandato com determinação, consolidando esse momento econômico e, depois, andar nas ruas do Recife, de Pernambuco inteiro e ser tratado como sou tratado hoje. É isso o que me move. O resultado das urnas é a expressão de muito respeito, muito carinho, muita crença. Todo dia peço a Deus para ter força - o que Ele tem dado - para junto com a nossa equipe e a ajuda do povo, construir esse daqui pra melhor, que estamos mostrando. Da eleição pra cá já apareceu o daqui para melhor. Me sinto desafiado. Gosto de desafio e de dar conta dos nossos compromissos.

Qual será a diferença desse mandato que se acaba com o próximo?No primeiro momento nós arrumamos o modelo, as demandas e depois partimos para a segurança, Pacto pela Vida, para educação e saúde. Hoje, esse trem rodou. Hoje é o sistema. Não é o foco de um. Tenho que consolidar o modelo de gestão e vamos consolidar esse crescimento da economia. O que a gente tinha que arrancar de investimentos estruturadores nós arrancamos em quatro anos e estamos tirando do papel e agora concluir isso. Isso não cabe mais em um governo segmentado. O foco é a consolidação dessa transformação na economia e no estado com as políticas públicas e é isso que estou disposto a fazer nesses quatro anos.

O senhor vai cumprir o mandato até o final?Hoje, o meu projeto é esse. Meu projeto é cumprir meus quatro anos de mandato. Dar conta desse mandato até o último dia. As pessoas falam em 2014 comigo. É natural que falem. Mas não podemos tocar as mudanças que estamos tocando olhando a eleição de 2014. Não vou fazer isso com o povo de Pernambuco. Meu foco é fazer o que tenho que fazer. Fiz isso quando ganhei a primeira eleição. Em 2014 a presidente Dilma tem precedência na disputa, se ela não for candidata por alguma razão, tem Lula que tem precedência. O presidente Lula está no tabuleiro. Estou aqui inteiramente tranquilo e decidido que vou daqui até o 31de dezembro de 2014. Se um dia isso mudar, eu falo com vocês. Tem que ter um fato que mude isso.

Vai ter dificuldade de fazer o seu sucessor ou não?Aí só o tempo é que vai dizer. Não vou abrir o debate sucessório agora. Não tenho dificuldade em escolha não. Quem trabalha comigo sabe. Não sou indeciso. Colocou o problema na minha frente, eu decido.

Fonte: Diario de Pernambuco

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

A importância de ler

Ler é uma das competências mais importantes a serem trabalhadas com o aluno, principalmente após recentes pesquisas que apontam ler esta uma das principais deficiências do estudante brasileiro. Não basta identificar as palavras, mas fazê-las ter sentido, compreender, interpretar, relacionar e reter o que for mais relevante.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Ferramenta de áudio


Audio :


video
O Moreno Notícias criou especialmente pra você leitor, a Ferramenta de áudio em que você decide se quer ler ou ouvir a matéria.

Moreno Notícias - Sempre inovando

Comente

Lula chega hoje a Pernambuco para dois compromissos no Sertão

Presidente entrega títulos de emissão de posse de terra a agricultores e participa do ato de criação de uma montadora de automóveis

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva deve chegar a Salgueiro, no Sertão pernambucano, entre 10h30 e 11h da manhã desta terça-feira (14). Ele vem da Paraíba, onde visita obras da transposição do rio São Francisco no município de São José de Piranhas. Em Salgueiro, o presidente vai entregar títulos de emissão de posse de terra para agricultores de vilas produtivas. A cerimônia deve acontecer numa localidade conhecida como vila Uri.

Depois, ao lado da pista do aeroporto de Salgueiro, o presidente participa do ato de criação de uma montadora de automóveis no Porto de Suape. Em seguida, ele volta para Brasília.

A última vez que Lula veio a Pernambuco foi no dia 29 de outubro. O presidente participou, no Recife, de uma caminhada pró-Dilma no centro da cidade. Na ocasião a presidente eleita estava em campanha de eleição.

Fiat terá nova fábrica em Pernambuco

Audio:



video
A Fiat confirmou que terá uma nova fábrica em Suape (PE). A nova unidade terá capacidade anual de 200 mil veículos para atender o mercado local e para exportações, já que ficará próxima ao Porto de Suape. A pedra fundamental será lançada no próximo dia 29.

Na nova fábrica, a Fiat vai produzir um novo carro "regional", ou seja, para atender o gosto da população do norte e do nordeste. Além da nova unidade, a atual fábrica de Betim (MG) terá sua capacidade de 800 mil carros por ano aumentada para 950 mil unidades.

Ferrovia vai conectar portos

MISSÃO VELHA (CE) - A Trans­nordestina será um canal de ligação não só entre os portos de Pecém, no Ceará, e de Suape, em Pernambuco, mas com os terminais marítimos de Santos e do Rio de Janeiro. O projeto de integrar a malha nordestina com a ferrovia Norte/Sul consta no Programa de Aceleração do Crescimento 2 (PAC 2), segundo informou ontem o diretor geral da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), Bernardo Figueiredo. São planejados mais 10 mil quilômetros de trilhos. Além de carga, haverá transporte de passageiros.

“Será possível resgatar um valor que foi perdido, transportando pessoas a 200 quilômetros por hora”, observou. Figueiredo reforçou o esforço do presidente Lula para o andamento da malha nacional. “A ferrovia Norte/Sul, que era construída numa velocidade de 20 quilômetros por ano, no Governo Lula passou para 500 quilômetros/ano. Temos também a ferrovia Leste/Oes­te, que vai mudar a Bahia e a Transnordestina”.

Em Pernambuco a Transnordestina caminha melhor: mais de 90% do traçado já foi desapropriado e 11 mil pessoas estão empregadas. O impasse está no trecho que passa por Suape, cujo projeto foi alterado para que seja aproveitada a linha de uma malha antiga.
video

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Previsão do Tempo aponta sol na RMR e possíveis chuvas no interior

RMR e Zona da Mata devem ter sol forte; já no Sertão e Agreste, é possível que ocorram pancadas de chuvas isoladas

Nesta segunda-feira (13), a nebulosidade diminui no litoral do nordeste, concentrando-se no interior da Região. Em Pernambuco, o sol será forte ao longo do dia. Não há previsão de chuvas para a Região Metropolitana nem na Zona da Mata, mas são esperadas pancadas de chuva no Agreste e no Sertão.

Para o Recife, a previsão é de sol predominante também para os próximos dias, além da formação de nuvens, o que deixará o tempo nublado mas sem chuva. Somente na quarta-feira devem ocorrer pancadas isoladas.
 Temperatura- Moreno-pe
Sol com muitas nuvens durante o dia e períodos de céu nublado. Noite com poucas nuvens.
Máxima- 30ºC
Mínima- 24ºC

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Diário Oficial publica lista de municípios onde Enem será reaplicado

Os estudantes prejudicados por erros de impressão nas provas amarelas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) farão novas provas de ciências humanas e de ciências da natureza na próxima quarta-feira (15), das 13h às 17h30, horário de Brasília. O edital com a lista dos municípios onde serão aplicadas as provas está no Diário Oficial da União de hoje (9). São cerca de 200 cidades, o Distrito Federal está de fora.
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), entidade ligada ao Ministério da Educação (MEC), identificou até o momento 2.817 estudantes (menos de 0,1% do total) que, por algum motivo, não substituíram as provas com problemas de impressão. Mas o trabalho de análise e reanálise das 116.626 provas vai continuar, segundo o Inep.
O Inep informa ainda que os alunos identificados serão comunicados pelos meios habituais (e-mail, mensagem por celular e telefone). Eles receberão um novo cartão de confirmação de inscrição com o local onde devem se apresentar. Os estudantes receberão, após a prova, declaração de comparecimento para justificar eventual ausência no trabalho.
As normas de segurança do edital do Enem 2010 são as mesmas para a nova prova. Os alunos devem se apresentar com uma hora de antecedência no local da prova, com o novo cartão de inscrição (que estará disponível no portal do Inep) e um documento de identidade com foto, além de caneta esferográfica preta.
Da Agência Brasil

Moreno realiza homenagens à Nossa Senhora da Conceição

Mais dez mil pessoas participaram da festa, que ocorre há mais de 90 anos.

A devoção à Nossa Senhora da Conceição levou mais de dez mil pessoas às ruas da cidade de Moreno, na Região Metropolitana do Recife, na última quinta-feira (8). A festa acontece há mais de 90 anos e recebe fiéis de outros municípios. “Além de Moreno, recebemos muitas pessoas das paróquias vizinhas de Jaboatão, Vitória de Santo Antão e Matriz da Luz”, afirma o padre Maurício Souza.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Pernambuco perde briga do pré-sal

A afirmação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ontem no Rio de Janeiro, de que vai vetar a proposta aprovada pelo Congresso Nacional de redistribuição dos royalties de petróleo, coloca em campos opostos Estados brasileiros e impõe uma derrota ao governador Eduardo Campos. Durante as discussões sobre a partilha da riqueza do pré-sal, o chefe do Executivo pernambucano se portou como uma liderança nas discussões em defesa de uma distribuição mais justa entre todos os Estados. O veto de Lula mantém para os Estados produtores, principalmente Rio de Janeiro e Espírito Santo, compensações recebidas pela extração do petróleo, ao invés de redistribuir os recursos para todo o País.
Eduardo Campos soube da declaração do presidente Lula, ontem, em Brasília, onde participava da abertura do seminário Os desafios dos governos socialistas – Experiências estaduais bem sucedidas. Ao contrário do posicionamento agressivo que vem adotando, o governador não deu nenhuma declaração bombástica. Disse, apenas, que “acredita que o presidente Lula vai encontrar uma saída para a questão ainda no seu mandato (que ainda tem 24 dias). A comemoração do governador Eduardo, e dos demais chefes de Estado que apostavam numa partilha descentralizada, durou menos de uma semana. No último dia 2, a Câmara dos Deputados aprovava o regime que beneficiaria todos os Estados.

Na ocasião, Eduardo comentou que estava sendo criado um fato político de grande dimensão. “Agora precisamos seguir em frente, aprimorando o projeto por meio do diálogo”, disse, sustentando a necessidade de construção de um esforço de mediação para superar as divergências. O governador também alertou que um eventual veto do presidente não pode simplesmente manter a situação atual, na qual todas as receitas do petróleo são partilhadas entre poucos Estados e municípios.

“A hora é de diálogo, de entendimento. Um veto puro e simples, que perpetue e até aprofunde o atual desequilíbrio é algo que o Brasil não aceitará”, sentenciou. Eduardo acredita que todo esforço deve ser no sentido de garantir o fluxo de recursos atual aos Estados classificados como produtores e forjar um entendimento sobre a parte ainda não leiloada para fazer justiça a todos os brasileiros. “Trata-se de uma oportunidade decisiva de equilibrar o Brasil”, disse.

Quem mostrou persistência e força política foi o governador reeleito do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, que há meses tenta inviabilizar a emenda aprovada na Câmara e no Senado, que tira recursos do Estado. Pela regra, a previsão era que o Rio tivesse uma perda de R$ 8 bilhões no orçamento anual.

A emenda aprovada no Congresso garantiria aos Estados produtores 25% das receitas obtidas com a cobrança de royalties, uma compensação devida pelas empresas que exploram petróleo. A parcela a ser dividida entre todos os Estados e municípios seria mantida em 44%. A União, por sua vez, teria parcela reduzida de 30% para 22%. Fica a expectativa de um novo posicionamento do governador Eduardo Campos.

Fonte: Jornal do commercio

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Projeto Moreno, Cidade do futuro

A Prefeitura Municipal do Moreno realizara na Praça da Bandeira a partir deste sábado, 4, através da Secretaria de Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Turismo, o projeto Moreno, Cidade do Futuro.


No domingo, a partir das 18h, além da feira de artesanato, haverá desfile das grifes Neide Melo e Adriana Modas. Na segunda, a iniciativa traz o Sebrae para ministrar duas palestras a partir das 19h. A primeira mostrará as vantagens da regularização como empreendedor individual para taxistas e a segunda abordará dicas úteis para pequenos negócios.

O evento conta com apoio do Sebrae, Milet Sorvetes, Immed Brasil e Faculdade Boa Viagem.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Esgoto invade pátio do hospital Universitário Oswaldo Cruz

 Em comunidades sem saneamento básico, é comum esgoto no meio da rua. Desta vez é diferente: o esgoto está nas portas de um hospital. Diariamente, pacientes, funcionários e estudantes do Hospital Universitário Oswaldo Cruz, no bairro de Santo Amaro, em Recife, precisam passar pela água suja antes de chegar aos prédios. A rede está estourada em vários pontos e a água suja alaga o pátio do hospital, que é mantido pela Universidade de Pernambuco. Na manhã desta sexta-feira, a água transbordava e alagava as calçadas. O esgoto também passava ao lado do restaurante, onde as pessoas estavam comendo. O mau cheiro tomava conta do local.
A diretoria do Hospital Universitário Oswaldo Cruz informou por meio de nota que uma empresa de engenharia está desenvolvendo um diagnóstico que deve apontar uma solução para o problema do esgoto.
De acordo com a direção, as obras devem ter início este mês e vão durar cerca de 120 dias. Sobre a obstrução da rede coletora de esgoto, técnicos da Compesa começaram, na tarde desta sexta, o serviço de desobstrução da rede de esgoto do Hospital Oswaldo Cruz.
Fonte: O globo

Assembléia Legislativa-Pe Ficha sujas

Assembléia Legislativa/PE Listas de Ficha Sujas(14)



Amaury Pinto (PR/PE)

Barreto (PMN/PE)

Bringel (PSDB/PE)

Carlos Santana (PSDB/PE)

Claudiano Martins (PSDB/PE)

Edson Vieira (PSDB/PE)

Elina Carneiro (PSB/PE)

Esmeraldo Santos (PR/PE)

Everaldo Cabral (PTB/PE)

Geraldo Coelho (PTB/PE)

Isabel Cristina (PT/PE)

Jacilda Urquisa (PMDB/PE)

Nelson Pereira de Carvalho (PC do B/PE
Assembleia Legislativa/PE Listas de Ficha Sujas(14)



Amaury Pinto (PR/PE)

Barreto (PMN/PE)

Bringel (PSDB/PE)

Carlos Santana (PSDB/PE)

Claudiano Martins (PSDB/PE)

Edson Vieira (PSDB/PE)

Elina Carneiro (PSB/PE)

Esmeraldo Santos (PR/PE)

Everaldo Cabral (PTB/PE)

Geraldo Coelho (PTB/PE)

Isabel Cristina (PT/PE)

Jacilda Urquisa (PMDB/PE)

Nelson Pereira de Carvalho (PC do B/PE

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Secretaria de Saúde confirma mais 8 casos de superbactéria em Pernambuco

A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco confirmou, nessa quinta-feira (02), mais oito casos de pacientes infectados pela superbactéria KPC (Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase). Com isso, sobre para 35 o número de casos diagnosticados no Estado.

Do total de infectados em Pernambuco, 26 pacientes continuam internados e quatro receberam alta. Outras cinco pessoas infectadas pela KPC morreram, segundo a secretaria. Os números consolidados são do final de novembro, mas foram divulgados nesta quinta.

Segundo Jaime Brito, gerente geral da Apevisa (Agência Pernambucana de Vigilância Sanitária), "apenas uma morte foi comprovadamente provocada pela KPC".

Em outros três casos, apesar de infectados, não há como definir se a morte foi causada pela bactéria, pois as pessoas já apresentavam outros tipos de infecções, diz a secretaria.

"Já o quinto paciente não apresentou infecção pela bactéria e, por isso, o óbito não tem relação com a KPC", afirma Brito.

No total, 18 hospitais de Pernambuco já notificaram a superbactéria à Secretaria Estadual de Saúde. Dos 35 casos, 24 foram constatados em hospitais públicos e 11 em unidades particulares.

domingo, 28 de novembro de 2010

Você repórter

Agora você vai fazer o Moreno Noticias conosco: envie fotos, textos, vídeos (inclusive de celular) para ser publicado no Blog. Se você presenciou um acidente, um assalto, incêndio, conseguiu uma foto de algo que vai dar o que falar, um acontecimento que é notícia envie para nós. Você também pode colaborar submetendo textos, matéria jornalística, entrevista ou resenhas. Envie para o nosso EMAIL: morenonoticias@hotmail.com

sábado, 27 de novembro de 2010

Grande Recife reforça linhas de ônibus para vestibular UPE 2011

O Grande Recife Consórcio de Transportes irá reforçar o número de linhas de ônibus neste domingo (28). A medida visa facilitar a vida dos estudantes que irão fazer as provas do vestibular 2011 da Universidade de Pernambuco (UPE). Ao todo, 38 linhas terão suas viagens ampliadas durante os três dias de prova.

De acordo com o Grande Recife, haverá 419 viagens a mais e 70 veículos extras em circulação. Para que o reforço seja completo, três terminais de integração irão estocar dez coletivos. O órgão reativou e ampliou a operação da linha 116-Circular (Príncipe), já que ela geralmente não opera, e reforçou o serviço de outras 37 linhas, totalizando 66 veículos a mais em operação e 379 atendimentos extras.

Na segunda e terça-feira (29), o Grande Recife incluiu quatro veículos e 40 viagens divididos nos dias de prova. Mais informações sobre a complementação das linhas durante os dias de prova do vestibular UPE 2011 estão disponíveis no site http://www.granderecife.pe.gov.br/.

moreno-pe.blogspot.com - Moderno e Dinâmico

Mais um ano bom para a construção

O setor da construção civil deve manter o pique dos últimos meses e iniciar 2011 aquecido. É o que mostrou o resultado mensal de outubro da Sondagem da Construção Civil, divulgada, ontem, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). Pelo documento, o nível de atividade do segmento manteve-se em expansão no período, cujo índice atingiu 53,8 pontos, o mesmo de setembro.


Setor da construção manteve-se aquecido em outubro
É o nono mês consecutivo que o setor apresentou aumento. Os indicadores do levantamento variam em uma escala de zero a cem, onde índices acima de 50 pontos indicam crescimento ou boas perspectivas de aquecimento. O material foi elaborado entre os dias 29 de outubro e 19 de novembro, com 423 empresas, sendo 198 pequenas, 169 de médio porte e 56 grandes.

De acordo com a CNI, ´o crescimento da atividade no setor da construção civil é sustentado pelas grandes empresas, com indicador de 58 pontos, uma vez que os ritmos de crescimento das médias empresas (51,5 pontos) e das pequenas (52 pontos) forammais modestos (quanto mais próximos de 50 pontos, menor a intensidade do crescimento)`.

Dentre os segmentos analisados pelo órgão, serviços especializados registraram maior expansão em outubro, com 53,1 pontos. Construção de edifícios, marcando 52,9 pontos no mês, ficou em segundo lugar e obras de infraestrutura atingiram 51,8 pontos. A sondagem também mostrou que o empresariado do setor continua otimista para os próximos seis meses, com as variáveis acima dos 50 pontos.

Apesar dos números favoráveis, o momento é de cautela, segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Pernambuco (Sinduscon-PE). ´O ano foi bom, mas o governo federal, em fase de transição, já anunciou que 2011 poderá ter diminuição da atividade econômica. No caso de Pernambuco, é necessário interiorizar os empreendimentos para manter o crescimento do setor`, opinou Gustavo Miranda, vice-presidente da entidade.

A opinião do Sinduscon-PE pega carona na sondagem da CNI, já que as expectativas ficaram abaixo da pesquisa anterior. Entre os executivos das empresas mais expressivas do setor, as previsões relacionadas ao nível de atividade caíram de 60,8 para 59,5 pontos, enquanto serviços e novos empreendimentos sofreram queda. ´Entendemos que o primeiro semestre de 2011 serão de ajustes, mas o setor continuará em ascensão`, completou Miranda.

domingo, 21 de novembro de 2010

Pernambuco tem risco de sofrer epidemia de dengue

Pernambuco tem cinco municípios com risco de surto de dengue: Camaragibe (RMR), Bezerros (Agreste), Afogados da Ingazeira, Floresta e Serra Talhada (Sertão). Foi o que apontou um estudo realizado pelo Ministério da Saúde e divulgado na manhã desta sexta-feira (19) pelo ministro da pasta, José Gomes Temporão, que participou de um evento no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. No Estado, outras 18 cidades estão em situação de alerta. Mas esses números podem ser alterados, já que doze municípios ainda não tiveram os dados consolidados. Este ano, já foram registrados 52 mil casos de dengue clássica em Pernambuco e 323 do tipo hemorrágica. Os números representam um acréscimo de 600% em relação a 2009.

"Isso não quer dizer que a epidemia não irá ocorrer. Mas se for feito um bom trabalho de mobilização, o surto poderá ser evitado", disse Temporão. "De 2009 para 2010, alguns estados onde foi decretado alerta não tiveram grandes surtos, enquanto em outros onde a sitaução era considerada tranquila, houve piora", acrescentou.

Pernambuco registra recorde de criação empregos, diz Caged

O Estado apresentou saldo de 15.781 postos em outubro, aumento de 1,42% em termos absolutos

O Nordeste apresentou a maior taxa de crescimento do emprego do país em outubro, com 0,98%. A região registrou saldo recorde para toda a série histórica do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), com 53.291 postos de trabalho. Pernambuco, Sergipe, Maranhão e Piauí bateram seus recordes e Bahia e Paraíba apresentaram segundas melhores marcas.

Pernambuco apresentou saldo de 15.781 postos em outubro, aumento de 1,42%, o melhor de toda a série histórica do Caged para o período, em termos absolutos. Esse comportamento foi proveniente da expansão do emprego principalmente nos setores da indústria de transformação, com geração de 6.303 postos de trabalho; de serviços, com 4.270 novas contratações; da construção civil, com 4.042 postos novos empregos; e do comércio com acréscimo de 2.591 postos.

Os saldos superaram a queda da agropecuária, que perdeu 1.443 postos de trabalho, devido às atividades ligadas ao cultivo de uva, setor que perdeu 2.468 postos.

Em termos percentuais, a maior taxa de crescimento ocorreu em Alagoas, que obteve crescimento de 2,36%, com a geração de 7.029 postos de trabalho. Segundo a Caged, o Estado obteve 9º lugar no ranking de outubro devido a indústria de transformação, setor que cresceu 5,17%, devido atividades das usinas de açúcar. O estado ocupou o

No ranking nacional dos estados no mês de outubro, Pernambuco conquistou a 4º posição e a Bahia em 8º, com saldo de 7.059 empregos. No ranking do acumulado do ano, a Bahia está na 7º posição, com saldo de 98.024 empregos.

Todos os demais estados também atingiram saldos positivos no mês de outubro para a criação de empregos: Maranhão (3.932), Piauí (3.046), Ceará (5.923), Rio Grande do Norte (2.365), Paraíba (3.379) e Sergipe (4.777).

Philips

A Philips anunciou na tarde desta sexta-feira (12) que encerrará suas atividades no Estado no próximo dia 10 de dezembro. Aplanta industrial pernambucana produz lâmpadas automotivas. Em nota, a empresa alega necessidade de adequação de custos emelhoria de competitividade. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Pernambuco (Sindmetal-PE), cerca de500 postos de trabalho serão fechados.
Funcionários ouvidos pela reportagem disseram que havia um boato de que a fábrica fecharia. "Eu já esperava por isso. Essapossibilidade foi comunicada desde o início do ano. Com a crise financeira, perdemos mercado", disse o operador de máquinas Armando Monção, 54 anos. Há 15 anos ele trabalha na unidade da Philips. Sua maior preocupação neste momento é com aaposentadoria. "Estou perto de me aposentar e não sei como vou ficar".
Os funcionários dos três turnos da empresa foram convocados na última quarta-feira (10) para uma reunião hoje. O dirigentesindical e mecânico da Philips, José Alves, 47, que trabalha na empresa há 25 anos, diz que foi pego de surpresa. "Ofechamento da indústria foi uma bomba que a gente recebeu. O boato que havia antes é que 150 funcionários seriam demitidos.
Agora dizem que vão encerrar as atividades. Alegam que produzindo (as lâmpadas automotivas) na China e trazendo para cá saimais em conta. Desde 2003 que a Philips vem tendo prejuízo", afirmou.
» LEIA A NOTA DA PHILIPS
Depois da reunião, todos os funcionários foram liberados e só voltam ao trabalho na terça-feira (16). A fábrica funcionanormalmente até o dia 10, quando a planta para definitivamente.
O que tranquiliza os empregados é a promessa que, segundo eles, foi feita pela Philips. A empresa teria se comprometido aoferecer cursos de capacitação e a encaminhar para outras indústrias, numa parceria com o governo do Estado. Uma consultoria começaria a conversar com os empregados na próxima terça-feira.
A nota enviada pela assessoria de imprensa da empresa, no entanto, não faz qualquer referência a cursos. Da parte do Governo de Pernambuco, as pessoas que atenderam os telefonemas feitos pela reportagem não sabiam sequer do fim das atividades da Philips.
O presidente do Sindmetal, Alberto Alves, aponta que os cursos são fundamentais para que os profissionais sejam aproveitadospelos empreendimentos existentes no Estado. "Essas novas vagas que estão surgindo aqui em Pernambuco exigem outrasqualificações, pois estas pessoas trabalham no setor eletro-eletrônico e a demanda existe no metal-mecânico".
PARQUE INDUSTRIAL - Com o fechamento da Philips, o parque industrial tende a ficar obsoleto. No local funcionavam uma linhade tubos de televisão da LG e outra de componentes eletrônicos da Fênix. As duas encerraram suas atividades no ano passado ecerca de 400 postos de trabalho foram fechados. Alguns trabalhadores foram aproveitados pela própria Philips e pela Elcoma,indústria de computadores instalada no local há dez anos.
A Elcoma tem um contrato de alguel do espaço que vence no final deste ano. A partir de 2011, a empresa também deve deixar a planta do Curado e migrar para o município de Vitória de Santo Antão. Já existe, inclusive, um contrato de intenção assinadocom a prefeitura.

Fonte: JC ONLINE

Competição

A Associação Morenense de Atletismo (AMA) realiza no próximo dia 5 de dezembro a 2ª Corrida Cidade dos Eucaliptos. A competição promete ser acirrada, pois as premiações chegam a R$ 1,7 mil.

O percurso é de aproximadamente seis quilômetros e o ponto de partida é na sede do Engenho Caxito, na PE-07, com largada marcada para as 8:30. A chegada é na Praça da Bandeira. A disputa é aberta para ambos os sexos e a premiação é a seguinte: 1º lugar R$ 1 mil, 2º lugar R$ 500 e 3º lugar R$ 200.

Paralelo a corrida haverá uma caminhada dedicada aos idosos da cidade. O grupo vai se reunir no Bar do Lacrau, esquina da subida da Maternidade. De lá, eles vão para o centro, na Praça da Bandeira. Haverá premiação e brindes para os idosos.

Para participar basta se inscrever, até dia 30 de novembro, na sede da AMA, na Rua Otoniel Lopes, 75, Alto da Maternidade, no horário comercial. Para mais informações, é só ligar para o número: 9656-7320.

fonte: leoecia

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

60º Aniversário da CAMPANHA EVANGELIZADORA

Durante os dias 31/10/2010 à 07/11/2010, a CAMPANHA EVANGELIZADORA do Templo SEDE da AD Moreno comemora seus ’60 Anos’ (JUBILEU DE DIAMANTE).



PROGRAMAÇÃO:

31/10/2010 – Abertura da Festividade
Preletor: Pb. Lucas (Jupi)
Conjunto Eletrônico Viva com Deus (Jaboatão-PE)

01/11/2010 – Último Avivamento
Preletor: Pb. Lucas (Jaboatão-PE)
Cantor Jair Santos (Recife-PE)
Mocidade Local e Convidados

06/11/2010 – Culto Festivo
Preletor: Dc. George (Caruaru-PE)
Conjunto Eletrônico Casa Amarela (Recife-PE)
Mocidade Local e Convidados
Mocidade Cidade de Deus (Bonança-PE)
Grupo de Jograis (Bonança-PE)

07/11/2010 – Encerramento
Preletor: Pb. Genival Bento (Alagoas)

Fonte: site da AD Moreno

Censo 2010

O Censo 2010 encerrou, veja os resultados abaixo:

Pernambuco População em 2010: 8.541.250 milhões de habitantes
Moreno População em 2010: 54.407 mil habitantes

Fonte: IBGE

IV Caminha pela paz

Nesta sexta, 5, acontece, a partir das 14h, em Moreno (RMR), a sexta edição da Caminhada pela Paz. Desta vez, o evento terá como tema "Construindo uma cultura de paz através da solidariedade" e vai contar com a presença do cantor Dudu do Acordeon, além de artistas locais. A concentração será na avenida Cleto Campelo, em frente ao supermercado Superbom. O percurso vai abranger as duas principais avenidas da cidade e, ao final, será realizado um show no pátio de eventos no centro do município.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Suape pode virar S/A de capital fechado

Ainda este mês, o Governo do Estado deve apresentar à Assembleia Legislativa do Estado um projeto que propõe a transformação do Complexo Industrial Portuário de Suape em Sociedade Anônima (S/A) de capital fechado. Atualmente, o Porto é uma empresa pública com 100% do capital controlado pelo Governo de Pernambuco. A mudança permitirá que o Porto receba sócios e passe a operar como empresa de capital misto, ou seja, ainda controlada pelo Estado, mas com a participação de sócios de empresas privadas.

Segundo informações colhidas pela Folha de Pernambuco, a ideia é que 51% das ações continuem sendo controladas pelo Estado e 49% passem a ser tocadas pela iniciativa privada. Com a mudança, contratos de empréstimos e publicações de licitações devem ser agilizadas, já que o Porto poderá recorrer a outra legislação que não a Lei das Licitações.

De acordo com o presidente do Porto e secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado, Fernando Bezerra Coelho, o Plano Diretor do Complexo prevê uma nova estrutura societária, porém, as opções ainda estão sendo estudadas. “Suape chama a atenção. Estamos sendo cortejados pela iniciativa privada em relação ao sistema portuário. É preciso expertise de quem já lida com isso para fazer parte de Suape”, afirmou.

Após a aprovação na Assembleia, o Complexo deve passar por uma auditoria internacional que irá avaliar o potencial de todo o Porto em termos de gestão de funcionamento e de potencial de novos negócios. O levantamento também detalhará qual o modelo e a estrutura funcional, já que, com a mudança, o governo indicará uma parte do quadro de funcionários, incluindo a diretoria, e os demais seriam convocados por meio de um concurso público. A estruturação completa deve levar cerca de dois anos.

Um exemplo de Sociedade Anônima é o Porto de Rotterdam, na Holanda, o maior da Europa e um dos mais importantes do mundo, que é uma S/A controlada pela prefeitura. O contato com o porto de Rotterdam já foi realizado e as sugestões dadas foram incorporadas ao Plano Diretor de Suape.
Fonte: Folha de Pernambuco

IFPE Vitória abre inscrições para o processo seletivo 2011

Começa hoje o prazo de inscrições para o Processo de Seleção 2011 do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), campus Vitória de Santo Antão. Os interessados têm até 17 de dezembro para garantirem a participação.

As inscrições podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 10h30 e das 13h30 às 16h30, no Salão Paroquial da Igreja da Matriz de Santo Antão, no Campus Vitória de Santo Antão ou nas Escolas dos municípios a serem visitados pela Comissão de Seleção, disponíveis no site da instituição.

Os estudantes devem comparecer ao local de inscrição portando cópia da Carteira de Identidade ou Registro de Nascimento; cópia das três últimas contas de energia elétrica da residência onde mora; comprovante de residência em nome do pai ou responsável; formulário de Inscrição, sem rasuras ou emendas, devidamente preenchido e assinado; uma foto 3x4, recente e colorida e um quilo de alimento não-perecível a ser doado para entidade filantrópica da cidade.

O candidato deverá efetuar a sua inscrição pessoalmente para responder ao questionário sócio-cultural. A segunda etapa da seleção é composta por prova de redação e interpretação de textos. Os alunos que optarem pelo regime de residência passarão por entrevista.
A lista final dos aprovados para todos os cursos e regimes será divulgada no dia 14 de janeiro de 2011, no Setor de Registros Escolares da Escola, no site da instituição (www.vitoria.ifpe.edu.br) e pelo telefone (81) 3523.1130. A matrícula dos selecionados será de 19 a 21 de janeiro. O início das aulas está previsto para o dia 07 de fevereiro.

Estão sendo oferecidas 350 vagas ao todo, sendo 245 nos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio e 105 nos Subsequentes e Concomitantes.Na Educação Profissional de Nível Técnico Integrado ao Ensino Médio, as opções são cursos em Agropecuária (140 vagas) e Técnico em Agroindústria (105 vagas). Já na Educação Profissional Concomitante Externo ou Subsequente, há cursos técnicos em Agroindústria, Agricultura e Zootecnia (35 vagas cada).

Serviço:
IFPE campus Vitória (antiga Escola Agrotécnica Federal)
Endereço: Propriedade Terra Preta, s/n, Vitória de Santo Antão
Fone: (81) 3523-1130
www.vitoria.ifpe.edu.br

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Caminhada pela Paz

Termina prazo para partidos prestarem contas ao TRE

Candidatos que não cumpriram o prazo serão notificados pela justiça eleitoral e podem não ser diplomados

O prazo para os partidos políticos prestarem contas das eleições do 1º turno no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) terminou nesta terça-feira (02). Os candidatos que não cumpriram o prazo serão notificados pela justiça eleitoral dentro dos próximos 10 dias.

Depois de notificados, eles terão 72 horas para entregas os documentos sob pena de terem as contas julgadas não prestadas. Podendo, inclusive, neste caso serem impedidos de se candidatar nas próximas eleições.

De acordo com Marcos Andrade, chefe de Contas Eleitorais, que não tiver as contas aprovadas pode perder o cargo. "Para os candidatos eleitos, a publicação das contas têm que se dá até oito dias antes da diplomação. Este ano, como a diplomação ocorre no dia 17 de dezembro, esse julgamento tem que acontecer até o dia 9 de dezembro"
Fonte: pe360graus

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Pr. Albérico Inácio é o novo gestor da AD Moreno

Durante a 54ª EBO da AD PE, foram anunciadas algumas mudanças de lideranças nas Assembleias de Deus em Pernambuco. Entre elas, houve o jubilamento do veterano Pr. José Severino de Lira, o campo da cidade de Moreno agora terá como gestor o Pr. Albérico Inácio, o mesmo tambem é segundo secretário da CONADEPE (Convenção das Assembleias de Deus no Estado de Pernambuco). Com essa mudança o campo de Moreno passa agora a ser ligado ao campo de Recife.

Fonte: AD Moreno

Desemprego em setembro fica em 6,2%, o menor desde 2002, diz IBGE

Antes dessa, a menor taxa havia sido registrada no mês anterior; salário dos trabalhadores cresceu 6,2% sobre setembro de 2009

Fonte: G1


A taxa de desemprego ficou em 6,2% em setembro, de acordo com levantamento divulgado nesta quinta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa é a menor, considerando todos os meses, desde março de 2002, quando teve início a série histórica do órgão. O menor resultado antes desse havia sido registrado em agosto deste ano, com taxa de 6,7%. Em setembro do ano passado, a taxa de desocupação havia ficado em 7,7%.

A população ocupada (22,3 milhões de pessoas) registrou crescimento de 0,7% em relação ao mês anterior, agosto, e 3,5% em relação ao mesmo período do ano passado. A população desocupada (1,5 milhão) caiu 7,5% em relação a agosto e 17,7% no ano. O número de trabalhadores com carteira assinada (10,3 milhões) ficou estável no mês e cresceu 8,6% no ano.

SALÁRIO
O rendimento médio real dos trabalhadores, que ficou em R$ 1.499,00 em setembro, cresceu 1,3% sobre agosto e 6,2% na comparação anual.

Em todas as seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo IBGE, o rendimento médio real habitual dos trabalhadores em setembro, na comparação mensal, apresentou aumento: Recife (1,9%), Salvador (1,2%), Belo Horizonte (1,7%), Rio de Janeiro (2,7%), São Paulo (0,4%) e Porto Alegre (1,3%). Frente a setembro de 2009, igualmente, todas as regiões tiveram alta: Recife (13,5%), Salvador (5,9%), Belo Horizonte (11,4%), Rio de Janeiro (8,8%), São Paulo (3,1%) e Porto Alegre (7,5%).